DK uma notícia, Adilson!

16/03/2009

Pós-doutorado e Ph.D.

Filed under: pos-doutorado — Adilson J. de Assis @ 18:24
Tags: , , ,

Quando se fala em pós-doutorado muita gente pensa em Ph.D.! São a mesma coisa? Não!!!

Tudo que se faz após um curso de graduação (bacharelado, licenciatura, tecnólogo superior etc) chama-se pós-graduação. Veja os tipos mais comuns aqui.

No Brasil, o grau máximo de pós-graduação é o doutorado, que é equivalente ao Ph.D. Esta sigla, ao invés de significar pós-doutorado, vem do Latim “philosophiæ doctor” ou Doutor em Filosofia, sendo o título atribuído aos doutores das áreas de Ciências Exatas, Engenharias etc nos países de língua inglesa, principalmente Estados Unidos e Inglaterra. É uma herança da universidade medieval, onde quase todas as áreas do conhecimento estavam ligadas à Filosofia, particularmente as Ciências Naturais, que depois se desmembraram na Física, Química, Biologia etc.

Após fazer o doutorado, uma pessoa pode fazer quantos pós-doutorados quiser; não há prazo fixo para este estágio de pesquisa, mas as agências de fomento do Brasil geralmente concedem bolsas de um ano, renováveis ou não. No exterior, pós-doutorado geralmente significa um período no qual um doutor é contratado para desenvolver uma pesquisa, uma espécie de trabalho temporário.

Quando um pesquisador/professor de uma universidade ou centro de pesquisa brasileiro se afasta para pós-doutorado, na verdade ele está saindo para um período como visiting scholar, ou um visitante acadêmico, que é o meu caso. Nesta modalidade, não se espera que haja atuação como docente, mas apenas de pesquisa, não recebendo salário da universidade ou centro de pesquisa receptor.

About these ads

5 Comentários »

  1. adorei suas dicas ,me ajude, vou passar 30 dias em Rodovre ,tenho estadia .gostaria de saber qto gastaria cozinhando em casa.
    vou dia 15 ,vc poderia calcular + ou- por favor?
    estou muito dura ,por isso, espero sua colaboração,desde ja brigadão.
    wilma.

    Comentário por wilma correa da cunha — 06/06/2009 @ 20:57 | Resposta

    • Olá wilma, td bem?

      vi que a cidade para a qual vc vem fica na gr. copenhague, nao?
      portanto, os precos sao similares aos daqui… olha, se vc nao eh de
      comer mta carne, se saira melhor, pois o que eh absurdamente caro aqui
      sao as carnes, a de vaca principalmente…

      compre nos supermercados Netto, Fatka e Aldi. Eles sao pequenos e
      desorganizados, mas a diferenca de preco eh imensa, no geral. Tem
      deles em todo lugar e como sao pqs., as vezes ficam escondidos, entao
      eh bom perguntar.

      outra coisa importante, todos eles, o gr. e os pequenos, fazem
      promocao toda semana. e as promocoes sao mto. boas, entao, compensa
      fazer uma pesquisa na internet antes de comprar. este eh o fator que
      acho mais importante, pois se vc comprar somente nas promocoes, e da
      para fazer isto, vai gastar 1/3 do dinheiro, no minimo. Um amigo tem
      um pq blogue com dicas de supermercado, enderecos na web deles etc,
      em:
      http://www.ericsonsantos.blogspot.com
      nao esqueca de guardar os frascos retornaveis (cerveja, agua,
      refrigerante etc), pois o dinheiro pago por eles eh separado dos
      produtos (o preco na prateleira eh sem o frasco) e ao retorna-los vc
      tem a grana de volta.

      eu gasto por mes, umas 1000 coras de supermercado, sem consumir carne (sou vegetariano)… isto comprando quase so
      o necessario e pegando as promocoes. ao entrar nos sites citados no
      blogue acima, de cada supermercado, vc tera ideia melhor dos precos,
      pois eu nao sei o que vc costuma comer, pois isto varia mto de pessoa
      para pessoa.

      abracos e seja bem vinda a dinamarca, um pais lindo, seguro e de gente
      educadissima!

      adilson

      Comentário por Adilson J. de Assis — 07/06/2009 @ 15:44 | Resposta

  2. Como se faz para viver então se não recebe auxilio algum?

    Comentário por Gustavo Cordeiro — 10/05/2013 @ 6:29 | Resposta

    • Gustavo,
      embora a universidade que recebe o pós-doutorando não tenha a obrigação salarial com ele, via de regra ela lhe oferece uma bolsa; também há a possibilidade do governo brasileiro pagar a bolsa e se o pós-doutorando for professor numa universidade pública [estadual ou federal] em geral ele se afasta recebendo o salário integralmente, pois se considera o pós-doutorado como um período de qualificação no qual o pesquisador está a serviço da universidade. Ficou mais claro?

      Comentário por Adilson J. de Assis — 10/05/2013 @ 20:47 | Resposta

      • Atá, muito obrigado Adilson. Já ouviu falar em Ana Maria Alfonso-Goldfarb? Esta senhora é um gênio :)

        Comentário por Gustavo Cordeiro — 13/05/2013 @ 4:32


Feed RSS para comentários sobre este post. TrackBack URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O tema Rubric. Crie um website ou blog gratuito no WordPress.com.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: